Subscribe Us

header ads

Magnata diz não ter 'nada contra putaria’, mas vê La Fúria 'mais limpo': 'Não tô sendo ingrato’


por Lucas Arraz / Rebeca Menezes
Magnata diz não ter 'nada contra putaria’, mas vê La Fúria 'mais limpo': 'Não tô sendo ingrato’
Foto: Elias Dantas / Ag Haack / Bahia Notícias
"A La Fúria veio pra mudar o mercado". É assim que Bruno Magnata vê o caminho da banda, que serve de inspiração para novos nomes que têm surgido no pagode baiano. "De oito anos pra cá só sucessos nos paredões. Acho que não teve outra banda diretamente do paredão. É a nossa raiz, é o que a gente gosta de fazer, e eu fico muito feliz que tenham várias bandas que vêm aí se inspirando no La Fúria", disse ao Bahia Notícias antes de comandar um trio pipoca no Circuito Dodô (Barra-Ondina) nesta quinta-feira (20).

Com letra "mais leves" nos últimos anos, a banda tem investido menos em palavrões e expressões explícitas. E para Magnata tudo indica que esse é um caminho sem volta. "Eu acho que com o tempo a gente vai amadurecendo. Eu, Bruno Magnata, como artista, não pretendo voltar a cantar letras mais pesadas, porque a gente já atingiu um público muito grande, de crianças, idosos. Eu acho um pouco desnecessário. Não tô sendo ingrato, porque eu vim disso, do gueto, cantando esse tipo de música. E a gente não sabe o dia de amanhã. Não tenho nada contra a putaria, a baixaria, eu até gosto, quando eu tô em casa tomando minha cerveja eu coloco. Mas acho que o caminho do La Fúria é mais limpo, é mais Brasil".
Fonte Bahia Noticias

Postar um comentário

0 Comentários