Subscribe Us

header ads

Procura aumenta e Bahia tem estoque quase zerado de máscaras descartáveis

Apesar de ainda não estar desabastecidas de álcool em gel, farmácias têm dificuldade em conseguir o produto nas distribuidoras
                                                               Foto : José Cruz/Agência Brasil


O presidente do Sindicato do Comércio Varejista de Produtos Farmacêuticos do Estado da Bahia (Sincofarba), Luiz Trindade, disse, em entrevista ao Correio, que o estoque de máscaras descartáveis no estado está praticamente zerado. Mesmo com a falta de confirmação de coronavírus na Bahia, a população está apreensiva com o avanço da doença e com os pacientes suspeitos no estado. 
Trindade afirmou que o movimento de vendas era considerado normal há três semanas, com faltas pontuais, mas os consumidores correram às drogarias nos últimos dias. O álcool em gel, por outro lado, ainda não está desabastecido, mas ele diz que há dificuldade em conseguir o produto nas distribuidoras.
“Hoje, as farmácias trabalham comercialmente com estoque reduzido da maioria dos produtos, tendo para dois dias, uma semana, porque o prazo de entrega das distribuidoras é de 24h a 48h. Como houve um aumento da divulgação da necessidade de profilaxia [medidas de higiene], teve grande procura e quando todo mundo vai buscar ao mesmo tempo, acaba”, afirmou. 
Ontem (27) a reportagem do Correio foi em dez farmácias da capital nos bairros da Pituba, Rio Vermelho, Comércio, Cajazeiras e Piatã para verificar a disponibilidade dos itens. Entre as unidadea consultadas, apenas três tinham máscaras e em pouca quantidade. 
O diretor da Associação Brasileira de Redes de Farmácias e Drogarias (Abrafarma), Sergio Mena Barreto, também afirmou que várias redes de farmácia informaram à instituição que estão com estoques zerados de máscaras ou com dificuldade de conseguir o item para venda. 
“Ninguém se planejou para essa demanda, até porque, 30 dias atrás, a demanda já tinha aumentado e os distribuidores não tinham para entrega”, declarou.
Fonte Metro 1

Postar um comentário

0 Comentários