Subscribe Us

header ads

Valdir Espinosa morre aos 72 anos no Rio de Janeiro


Valdir Espinosa morre aos 72 anos no Rio de Janeiro
Foto: Vitor Silva / Botafogo
Valdir Espinosa morreu nesta quinta-feira (27), aos 72 anos, no Rio de Janeiro. No último dia 17, ele foi submetido a uma cirurgia na região do abdômen e foi internado novamente no dia 20, mas não resistiu às complicações do pós-operatório. Atualmente, o ex-treinador ocupava o cargo de gerente de futebol do Botafogo, clube pelo qual tinha grande identificação pela conquista do Campeonato Carioca de 1989.

Natural de Porto Alegre, Valdir Espinosa começou no futebol como jogador do Grêmio. A carreira durou oito anos e além do Tricolor gaúcho, defendeu o CSA, Esportivo, Caxias e Vitória. Logo após pendurar as chuteiras em 1978, iniciou no cargo de treinador do Esportivo no ano seguinte. Como "professor", ele atingiu o auge comandando o Grêmio nas conquistas da Libertadores e Mundial de 1983. Seis anos depois, ele chegou ao Fogão e acabou o jejum de título estadual, que durava 20 anos. Ele também foi técnico do Leão e acumulou passagens por outros clubes brasileiros como Flamengo, Internacional, Criciúma, Coritiba, Palmeiras, Atlético-MG, Corinthians, Fluminense, Athletico-PR, dentre outros. No exterior, ele passou por Cerro Porteño, do Paraguai, no Al-Hilal, da Arábia Saudita, e no Tokyo Verdy, do Japão. Também teve uma rápida experiência no Las Vegas City, dos Estados Unidos.

Fonte Bahia Noticias

Postar um comentário

0 Comentários