Subscribe Us

header ads

Conhecendo o COVID-19, O CORONAVÍRUS.



Desde que OMS (organização mundial de saúde) alertou em 31 de dezembro de 2019 acerca de um surto de pneumonia em pessoas ligadas a um mercado de frutos do mar em Wuhan, na China, e a descoberta das razões ligadas ao contagio por um vírus nomeado COVID-19, pertencente a família do coronavírus que o medo, em partes resultado da desinformação, tem alimentado milhões de pessoas.
O COVID-19 é na verdade um vírus pertencente a família coronavírus descoberto na década de 60. Portanto, o que temos hoje é na verdade uma variação que segundo os cientistas pode ter relação com consumo de animais marinhos ou silvestres infectados. Embora não se saiba ainda ao certo.
Como todo vírus dessa família, o COVID-19 como é chamado, é altamente contagioso, e nada mais é do que uma gripe que pode evoluir para quadros mais graves em pacientes de risco: pessoas idosas, crianças, ou pessoas com doenças do trato respiratório. Quer dizer a cepa do coronavírus chegado até o Brasil já foi mapeada e veio da Itália através de pacientes que lá estiveram.
Não há motivos para alarmismo e pânico, entretanto, alguns cuidados e precauções são fundamentais para evitar o contagio e quadros mais graves:
Lave as mãos com água e sabão ou com desinfetantes para mãos à base de álcool;
Ao tossir ou espirrar, cubra a boca e o nariz com o cotovelo flexionado ou com um tecido – jogue fora o tecido imediatamente e higienize as mãos;
Se tiver febre, tosse e dificuldade de respirar, procure atendimento médico assim que possível e compartilhe seu histórico de viagens com o profissional de saúde;
Evite contato próximo sem proteção adequada com qualquer pessoa com sintomas semelhantes aos da gripe ou resfriado.
Da redação Tadinha Balalaika

Postar um comentário

0 Comentários