Subscribe Us

header ads

PMs são presos em flagrante após repercussão de vídeo de agressão na Liberdade


PMs são presos em flagrante após repercussão de vídeo de agressão na Liberdade
Imagem: PrintScreen Vídeo
Os policiais militares que agrediram sete homens e um adolescente durante uma abordagem na noite dessa quarta-feira (4), na Liberdade, foram presos pela Polícia Militar da Bahia (PM-BA). A prisão ocorreu após a repercussão do vídeo que mostra os agentes dando palmatórias nas mãos dos homens, em uma escada estreita na Rua Tupy Caldas, na localidade do Estica (veja aqui).

Segundo a corporação, neste momento, os PMs presos estão sendo autuados em flagrante na Corregedoria da Polícia Militar e, após as oitivas, serão encaminhados para a Coordenadoria de Custódia Provisória (CCP), onde permanecerão à disposição da Justiça.

Diante de mais esse caso de agressão, a corporação ressalta que abusos policiais não serão tolerados — esse já é o quarto registro de militares baianos agredindo pessoas só neste ano. Apontados como "casos isolados" pelo governador Rui Costa (PT) (veja aqui), o primeiro foi em Paripe, quando um PM chega a chamar um jovem de "ladrão" e "vagabundo" por causa do cabelo dele; o segundo na Festa de Yemanjá, no Rio Vermelho, quando uma mulher apanhou com cassetetes; e o terceiro no Pelourinho, quando é possível ver um homem sendo chutado no rosto (veja aquiaqui e aqui).

Com isso, a PM frisa que todas as denúncias serão "rigorosamente apuradas".

Procurada pelo Bahia Notícias há cerca de um mês, a corporação disse que 21 casos de abuso de autoridade foram registrados em 2019. Desse total, 18 culminaram em afastamento, mas após os 60 dias previstos na legislação, todos retornaram às atividades (saiba mais aqui). (Atualizada às 11h54)



Fonte bahia noticias

Postar um comentário

0 Comentários