Subscribe Us

header ads

Após 3 cirurgias cardíacas, criança é infectada por Covid-19 e se cura em 21 dias


Após 3 cirurgias cardíacas, criança é infectada por Covid-19 e se cura em 21 dias
Foto: Reprodução / G1
Meses antes de completar 3 anos de vida, Ester Trancoso Barreto, que sobreviveu à 3ª cirurgia cardíaca para correção de uma síndrome do ventrículo esquerdo, uma doença congênita, precisou enfrentar mais uma batalha, desta vez contra a Covid-19. 

A necessidade da terceira intervenção cirúrgica da garota coincidiu com a pandemia do novo coronavírus, e, pela condição de seu coração, foi incluída no grupo de risco, diz o G1. 

Ester sobreviveu às duas primeiras cirurgias, uma quando ela tinha apenas 48 horas de vida e a segunda no terceiro mês, apesar de ter sofrido alguns AVCs - acidente vascular cerebral - em decorrência dos procedimentos cardíacos. 

No dia 12 de março, a família, que é de Cariacica, no Espírito Santo, viajou para São Paulo e Ester foi internada no Hospital Beneficência Portuguesa para passar pelos procedimentos. 

De acordo com a reportagem, após a cirurgia, Ester apresentou complicações respiratórias e tosse. A situação continuou agravando e, no quinto dia após o procedimento cirúrgico, a garota teve 20 paradas cardíacas.  Dois dias depois foi submetida a um novo procedimento no coração, dessa vez para a implantação de um marcapasso. 

Nesse mesmo dia, a mãe da garota, que permaneceu no hospital com a filha, revelou a um membro da equipe médica que havia perdido o olfato. Imediatamente foi isolada. Não sabia, mas apresentava um contundente sintoma da Covid-19. 

Ester e a mãe testaram positivo para o novo coronavírus e ficaram isoladas na UTI por 10 dias, além de 11 dias isoladas no quarto de uma ala do hospital destinadas somente a crianças que contraíram a doença. 

Após 21 dias de isolamento e mais de um mês de internação, Ester refez o teste de coronavírus e veio a confirmação de que havia se curado, revela a reportagem.

Em 24 de abril, dia do seu aniversário de três anos, Ester e a mãe receberam alta hospitalar e puderam voltar para o Espírito Santo

Fonte  :  Bahia Notícias

Postar um comentário

0 Comentários