Subscribe Us

header ads

Cinco dos dez municípios mais vulneráveis à Covid-19 no Brasil são baianos, diz estudo



por Matheus Caldas / Lula Bonfim
Cinco dos dez municípios mais vulneráveis à Covid-19 no Brasil são baianos, diz estudo
Wanderley, 2º município mais vulnerável à Covid-19 no país (Foto: Reprodução)
A Bahia tem cinco dos 10 municípios mais vulneráveis à Covid-19 no Brasil, segundo estudo do Instituto Votorantim. Wanderley, Ibirataia, Sítio do Quinto, Jussiape e Ubaitaba integram o “top 10” da lista que avalia 5.570 cidades brasileiras.

O estudo utilizou como critérios para a avaliação questões socioeconômicas, tamanho da população idosa, taxa de urbanização, estrutura e organização do sistema de saúde, capacidade fiscal da administração municipal, entre outros.

Wanderley, localizado na Bacia do Rio Grande, é o município brasileiro com o segundo maior índice de vulnerabilidade. A estrutura do sistema de saúde na região pesou para o desempenho ruim da cidade no ranking. Segundo o Instituto Votorantim, a microrregião do Cotegipe não possui leitos de UTI para o tratamento da Covid-19.

Ibirataia, no território de identidade do Médio Rio de Contas, é o segundo município baiano com pior desempenho no estudo. A autonomia fiscal da administração foi o fator que mais pesou para o resultado. Além disso, apenas 11,62% da população local encontra-se empregada.

Sítio do Quinto, localizado nas proximidades de Jeremoabo, enfrenta dois graves problemas que aumentam sua vulnerabilidade diante da Covid-19: a falta de leitos de UTI na região e a grande percentagem de população desempregada. Segundo o estudo, apenas 8,47% da população possui uma ocupação.

Em Jussiape, na Chapada Diamantina, além de haver uma pequena parcela da população ocupada, o rendimento médio dos trabalhadores não ultrapassa 1,4 salário mínimo. O estudo deixa claro que a questão de renda é um fator fundamental para a vulnerabilidade diante da pandemia.

Por fim, Ubaitaba, no território de identidade do Litoral Sul, enfrenta tanto a questão do desemprego quanto uma gestão fiscal desequilibrada. O Instituto Votorantim deu “nota zero” à autonomia fiscal do município, o que contribuiu para o desempenho ruim no ranking.

Para o Instituto Votorantim, os cinco municípios baianos menos vulneráveis para o enfrentamento da Covid-19 são, na ordem, Dias D’Ávila, Candeias, São Francisco do Conde, Camaçari e São Desidério.

Fonte Bahia notícias

Postar um comentário

0 Comentários