Subscribe Us

header ads

Governo encontrará espaço fiscal para aumento do novo Bolsa Família, diz Roma

 


[Governo encontrará espaço fiscal para aumento do novo Bolsa Família, diz Roma]
   Por: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil  Por: Redação BNews

O ministro da Cidadania João Roma afirmou que haverá espaço fiscal para o aumento do novo Bolsa Família, batizado pelo Governo do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) de Auxílio Brasil, por meio do qual pretende estancar sua queda de popularidade e cacifá-lo à reeleição em 2022.

Se confirmado o aumento de 50%, o valor médio do benefício iria para R$ 283,50, abaixo dos R$ 300 prometidos por Bolsonaro em outras oportunidades. Questionado pelo jornal O Globo, no sábado (14), se dá para prometer que será com esse valor, Roma foi direto:

“Se o presidente declarou que vai ter um aumento de mais de 50%, tenho certeza que o governo vai encontrar espaço fiscal para isso. O fortalecimento da política de assistência social seguirá de mãos dadas com a responsabilidade fiscal”.

Segundo o ministro, o novo programa é diferente do Bolsa Família. “Não se trata do mesmo programa. É um avanço do que ocorria até então em matéria de política de renda para a população, reúne outras ferramentas. Não é apenas a embalagem mudando”.

E, reforçou sobre a mudança do nome: “Não partiu do presidente Bolsonaro a decisão de trocar o nome. Eu que propus a mudança do nome, porque eu vi que todo o eixo do programa era outro”.

Indagado se, politicamente falando, ele espera ser reconhecido como um dos pais do programa, Roma disse que o “pai do Auxílio Brasil” chama-se Jair Messias Bolsonaro. “Ele que assinou a medida provisória e a entregou ao Congresso. Mas, como duplamente nordestino, pernambucano de nascença e baiano por adoção, fico muito feliz”, acrescentou.


Por Bnews.

Postar um comentário

0 Comentários