Subscribe Us

header ads

Prefeitura não atenderá pleito de professores por reajuste de 33%, diz Bruno Reis


 


Foto: Vitor Castro / Bahia Notícias


Após os professores da rede municipal de ensino aprovarem em assembleia um indicativo de greve , o prefeito Bruno Reis disse que a prefeitura não tem condições de atender ao pleito da categoria. Na capital, os educadores rejeitaram os 4% de aumento oferecido, e apoiaram a proposta da APLB de manter os 33,24%, de forma parcelada – 11,08% para maio, julho e setembro, respectivamente.


 


Na noite desta quinta-feira (28) o prefeito disse que a interlocução com a classe tem sido feita pelo secretário de gestão municipal, Thiago Dantas. "Há uma proposta inicial colocada por eles de 33%. Infelizmente a prefeitura não tem condições orçamentárias e financeiras de realizar esse reajuste desse valor. Do lado da prefeitura tem uma proposta inicial colocada de 4% e as conversas estão acontecendo", disse.


 


O gestor diz esperar chegar em um acordo para que não haja a paralização. "Queremos chegar em um entendimento que seja justo para que os profissionais de educação recebam o reajuste e, do outro lado, que a prefeitura tenha condições de pagar. A gente sempre apela para o elevado espirito público. Ficamos praticamente dois anos sem aulas presenciais e isso é um prejuízo enorme para nosso alunos. Esperamos que ao final o bom senso ocorra", disse. 


Por Bahia Noticias


Postar um comentário

0 Comentários