Subscribe Us

header ads

Governo do Estado lança projeto de apoio a microempreendedores individuais


Governo do Estado lança projeto de apoio a microempreendedores individuais
Banner Divulgação

O projeto BahiaMEI – Apoio Técnico para Microempreendedores Individuais será lançado pelo Governo do Estado, por meio da Secretaria do Trabalho, Emprego, Renda e Esporte (Setre), nesta terça-feira (22). O evento acontece às 9h, no Wish Hotel da Bahia, em Salvador, com a participação de beneficiários, gestores públicos e parceiros institucionais.

O objetivo é oferecer, através do site bahiamei.com.br e do aplicativo para celular, apoio e assistência técnica para 10 mil microempreendedores individuais. As inscrições são gratuitas e poderão ser realizadas on-line nessas plataformas.

“O BahiaMEI é uma estratégia para fortalecer a inclusão social e econômica dos empreendedores dos setores populares. A utilização de plataformas digitais democratiza o acesso às capacitações e orientações, contribuindo para que mais baianas e baianos sejam contemplados pelo projeto”, destaca o titular da Setre, Davidson Magalhães.

A iniciativa prevê a oferta de quatro cursos – Pequenos Negócios, Redes Sociais, E-commerce e Google – todos com disponibilização de material didático e certificação. As atividades acontecem na modalidade a distância e incluem tutoria especializada para acesso ao microcrédito e regularização de tributos.

Haverá ainda a formação de mil agentes multiplicadores nos 417 municípios do estado, com intuito de disseminar o apoio técnico para o público-alvo.

Parcerias

O projeto BahiaMEI conta com financiamento do Fundo Estadual de Combate e Erradicação à Pobreza (Funcep) e apoios da Junta Comercial do Estado da Bahia (Juceb), da Federação das Indústrias do Estado da Bahia (Fieb), do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas da Bahia (Sebrae-BA), do Conselho Regional de Contabilidade da Bahia (CRCBA), da Federação do Comércio do Estado da Bahia (Fecomércio-BA), da Câmara de Dirigentes Lojistas de Salvador (CDL Salvador) e da Agência de Fomento do Estado da Bahia (Desenbahia).

Fonte: Ascom Setre



Postar um comentário

0 Comentários